20 de mar de 2015

Dez motivos para você comparecer ao meu enterro - (Maria Montillarez, 2015 - do livro: Crônicas de minha vida nada sã) - lançamento em breve

DEZ MOTIVOS PARA VOCÊ COMPARECER AO MEU ENTERRO
(Maria Montillarez, 2015 – do livro: Crônicas de minha vida nada sã)

1º Todos morreremos, e eu irei ao seu enterro, se você morrer primeiro;

2º Em meu testamento deixo registrado meu desejo de que seja realizado um boca-livre, acepipes e bebidas por minha conta;

3º Você não se constrangerá em usar seu whatssap, pois de pronto, fica determinado que você
deve se esbaldar. Também deixo especificado meu ponto de vista acerca das terceiras vias, neste terceiro item: elas facilitam o trânsito, concorda? Desse modo, sou perfeitamente a favor, embora não adepta, do terceiro sexo: gays, lésbicas etc. Todos serão bem-vindos, e minha única ressalva aqui, é que minhas crianças evitem brigar por preconceitos seculares, se tudo continuará igual e terminaremos sempre iguais, em pó;

4º Estacionamento garantido, porém, não digo o mesmo do clima: em todos os enterros que fui sempre choveu. Leve guarda-chuva ou capa;

5º Você terá bom pretexto para faltar ao trabalho. Dica: capriche no tom de lamento, quando falar com seu chefe; eles estão cada vez mais espertos;

6º Tenho sobrinhos e sobrinhas que parecem estrelas de Hollywood; vale muito a pena conhecê-los, se eles conseguirem ir, dada as agendas que fazem justiça aos seus talentos gerais;

7º Sou à favor da alegria, por isso, se se sentir confortável em sorrir e aplaudir, cantar que seja, terá todo apoio, plateia afim, gente evoluída interagindo;

8º Leve suas piadas de stand up, pois se em vida não rio de piadas cretinas, na morte, isso me será indiferente;

9º Com a certeza de um público fino, já que pertenço a fina classe intelectual, nem cogite ser discreto(a) no trajar. Um enterro, como último adeus, merece o melhor, e todos sabem que em meu bom gosto, de onde estiver, apreciarei, assim como todos os presentes e vivos terão um momento (sem tapete vermelho) importante para se inteirarem da moda local. Pode até surgir daí um novo nicho pouco conhecido em nossa Terra, que seria uma moda própria para velórios. Invista.

10º O menos importante, mas que devo mencionar, você certamente  será inquietado(a) pela necessidade de realizar os nove motivos anteriores, além do fato bárbaro de que você me ama, fiz parte de sua vida inteira, fomos amigos(as), segurei sua mão naquele momento de sufoco, lhe emprestei dinheiro, convenci-o(a) a não se suicidar, cozinhei pra você... Se apesar de tudo isso você não comparecer ao meu enterro, todos compreenderão sua ausência, posto estar convencionado que: “Quem é vivo sempre aparece”, você só pode ter morrido também.

17 de mar de 2015

COLAR DE PÉROLAS – livro de Maria Montillarez

Sinopse do livro Colar de Pérolas, de Maria Montillarez:

Esta obra é resultado de equilíbrio de ideias e de intensa organização lógica, cronologicamente elaborada, mas, nem por isso, linear. A linearidade não pode ser esperada de Maria Montillarez. Para ela, cada palavra dirigida ao público exigente é responsabilidade de altíssimo grau. [...] Ela nos reservou esta joia como se reserva o
vinho de boa safra: para ocasiões especiais, como aquela em que ela se sentiu ensandecida o bastante. Esse espetáculo de insanidade de Maria Montillarez requer meu pedido de agradecimento como seu leitor, e deixo meu conselho: enlouqueça mais vezes; você pode. A escritora de Colar de Pérolas ? Maria Montillarez ? é uma guerreira de boa cepa, pois só uma walkíria dos trópicos (posto que Maria tem a pele cor-de-jambo das Iracemas, de José de Alencar) poderia encontrar tempo e disposição entre os afazeres de empresária, esposa e mãe, para se dedicar ao mister da Literatura. Neste seu romance, a autora, por intermédio de suas personagens principais Lucinda da Consolação de Gusmão e Ligiana Cortês García, investe contra determinados valores da sociedade, questionáveis sob sua ótica, e lhes declara guerra. Durante a trajetória de Lucinda e Lígia, a história vai se adensando; se entrelaçando, na medida em que outros personagens se incorporam, compondo com suas personalidades, as joias que irão formar o Colar de Pérolas (humanas) com o fabuloso Pingente ? título honorífico dado a Lígia por Lucinda. Ao penetrar o labirinto das paixões que vão envolvendo a própria Lucinda, bem como aos seus companheiros de jornada, a irmã Conceição, Klaus K, Maria Lis, Sílvia, Mauro, Vincent, Andrey, Roberto Eduardo, demais transeuntes e sua Pérola-mor, a colariana (amiga) Ligiana, de quem Lucinda suprime o nome para somente Lígia, é trazido à tona e desvendado aos leitores as nuanças e diferenças das personalidades que enobrecem e/ou amesquinham o ser humano, incluindo aí as das protagonistas. Neste laborioso exercício, Maria Montillarez se firma como incansável escritora que encontrará bem cedo seu lugar de destaque junto à constelação de autores brasilienses.


 (Yves Hublet é escritor e teatrólogo
Brasília, novembro/2006.)

O livro está disponível nas principais livrarias. Para continuar lendo acesse um dos links abaixo e escolha o seu:


Boa leitura,

Maria Montillarez

O PINGENTE – livro de Maria Montillarez

Sinopse do livro "O Pingente" de Maria Montillarez:

O Pingente é, sobretudo, um título honorífico; representa uma joia humana, se confunde com o inexplicável do mais puro e sublime sentimento humano que um alguém já pode ter experimentado por outro alguém. Se existe a supremacia do amor, vejam-se nesses termos.

Ler esse romance é uma viagem daquelas que, ao partirmos, acreditamos pouco em chances de voltar tal qual partimos, isto se voltarmos sem estarmos liquidados em nossas velhas arapucas. E eu não estava pronto para partir tão definitivamente de minha zona de conforto. Sabia que entre este meu mundo e o mundo de Maria Montillarez havia uma linha tão tênue, que o faro de um cão não é capaz de identificar.

No fundo o masoquista em mim fala ao masoquista em você. A boa literatura desperta o masoquismo em nós. Li-o, e ainda estou decidindo se estou vivo. Com certeza ainda estou revendo as perspectivas, a vida. Essa é a pior parte. Ninguém lê Maria Montillarez impunemente.

Portanto, se você encontrar uma amizade como a do romance O Pingente, entre as amigas Lígia e Lucinda, mas também outros bons exemplos de amigos como Andrey Rezek, até o cafajeste mais leal de que já ouvi falar, Mauro Costabrava, dentre outros, bem, se você encontrar pessoas assim, ao longo de sua vida, faça um cinturão e prenda-as a você, cinja-se a elas para sempre, independentemente do sexo, masculino ou feminino, ame-as profundamente e comece a preencher os dedos da outra mão.

 (Marcelo Henrique é advogado em São José do Rio Preto - SP, professor na FUNENSEG, Membro do Diretório Nacional do PSOL e Presidente da APC  - Associação de Proteção à Cidadania.)


O livro está disponível nas principais livrarias. Para continuar lendo acesse um dos links abaixo e escolha o seu:





Boa leitura,

Maria Montillarez

COLAR DE PÉROLAS & O PINGENTE – livro de Maria Montillarez

Sinopse do livro "Colar de Pérolas & o Pingente" de Maria Montillarez:

Romance de ficção escrito no século XXI, cuja história transcorreu no século XX, narra a saga de uma família extrassanguínea, a família de Lucinda da Consolação de Gusmão, que forma seu
gigantesco Colar de Pérolas, humanas, com seu magnífico Pingente. A alternância nas histórias de vida das protagonistas, Lucinda e Lígia, vai desde quando se conheceram na adolescência, segundo a visão de cada uma delas, até quase a meia idade de ambas. Esta alternância é o resultado da fusão do livro Colar de Pérolas com o livro O Pingente, de Maria Montillarez. As reflexões das personagens permitem ao leitor um tipo de inserção às vidas delas, como se fizesse parte do processo, uma vez que o envolvimento de quem lê a história é inteiro. É possível odiar e amar ambas as personagens, porque, sendo a narração em primeira pessoa, feita por elas mesmas, são elas que convencem o leitor de todo tipo de sentimento ora favorável, ora contrário às suas posturas. É um romance que aborda a vida, e como tal, pode-se esperar encontrar nessa leitura os sentimentos mais predominantes no ser humano: amor, ódio, vingança, inveja, tristeza, avareza, cobiça, orgulho, maldade, preconceito, caridade, decência, entretenimento... excelente leitura. 

O livro está disponível nas principais livrarias. Para continuar lendo acesse um dos links abaixo e escolha o seu:





Boa leitura,

Maria Montillarez

ARREBOL – livro de Maria Montillarez

Sinopse do livro "Arrebol" de Maria Montillarez:

Esquizofrênica, humano revertido, flor, cronista morto, vítima masculina de violência doméstica, pessoa agourenta, brucutu, suicida; uma fábula cuja moral é: ?Só se aproprie do que tenha
significado para você. Zele do mecanismo, pois ele tanto pode abrir as portas do paraíso e selar as do inferno, como o contrário. Três oportunistas, Homenagem à barata, abandonar alguém, sacrificar-se pela humanidade, ser alvo de engano e vilipêndio, insanidade, esperança e ignorância sempre antagônicas, o direito trabalhista mais vergonhoso de nossa atualidade, o mundo de faz de contas, a única realidade, olhos na nuca, criança é assim mesmo, isso mudou algumas vidas, ensaio sobre o que não sei, safra inigualável, isso, ou morrer jovem, utilitários, respirar, deu um trabalho do caralho!, é a miséria humana, sociopatia, necessidade da cegueira diária pra viver, o diabo matou o mendigo e o índio e não morava no inferno. Minhas amigas são meus anjos.

ARREBOL É ESSE UNIVERSO TODO, MAIS A SUA IMAGINAÇÃO.

 O livro está disponível nas principais livrarias. Para continuar lendo acesse um dos links abaixo e escolha o seu:





Boa leitura,

Maria Montillarez

9 de mar de 2015

Livro “Colar de Pérolas & o Pingente” de Maria Montillarez


Propostas de recomendação de leitura


O avanço da tecnologia de ponta trouxe a expectativa de
substituições, dentre elas, a substituição dos livros impressos pelo livro eletrônico. Além de tal expectativa avaliava-se também qual seria o interesse das pessoas por leituras do tipo literária, já que na nova era tecnológica leituras tais poderiam ser consideradas ultrapassadas. A surpresa que nossa década apresenta é: não somente o livro não foi substituído como também o interesse pela literatura não desapareceu, nem teve uma queda tão significativa quanto a esperada. A responsabilidade de manter viva a chama da literatura e de demonstrar o valor que o livro ainda tem, repousa sobre a qualidade de livros como Colar de Pérolas & O Pingente. Este livro conta a saga de duas amigas, Lucinda e Lígia. O forte sentimento que une as duas personagens não evitou que a vida as separasse e, depois, a mesma vida as unisse. O livro é resultado de uma longa reflexão realizada pela autora que, fazendo uso de sua capacidade nata, escrever literatura, apresenta-nos uma obra fantástica. A leitura do livro é indispensável para todos aqueles que apreciam uma excelente saga literária.
 
Boa leitura. 

(Ernandes Reis Marinho é doutor em
Filosofia, Professor e Escritor).

O livro está disponível nas principais livrarias. Para continuar lendo acesse um dos links abaixo:

 
Boa leitura,

 

Café Literário do ICEIB 2015



Amigos da Literatura de Samambaia-DF: o Instituto Cultural de Escritores Independentes do Brasil - ICEIB vai realizar um CAFÉ LITERÁRIO, que é uma atividade que abre as atividades do ano, no dia 28 de março. No entanto, não temos um espaço para receber nossos convidados neste ano (pode ser uma garagem coberta, espaçosa, uma sala grande, bem ventilada, uma varanda, salão, igreja etc). Esse café literário é parte de um projeto do instituto, sem fins lucrativos e itinerante; um dos objetivos é fomentar a leitura e a escrita. Além do espaço, você que ama a literatura, morando ou não na Samambaia, compareça. Entrada é franca. Preciso do endereço do local o mais rápido possível para enviar convites. Favor enviar e-mail para: maria.montillares@gmail.com