11 de abr de 2018

Mais um livro lançado com o selo do Instituto ICEIB: Otimistas Incorrigíveis

Descrição do livro Otimistas incorrigíveis:  Ser otimista é parte da personalidade de todo brasileiro. Mesmo o brasileiro mais pessimista, traz consigo alguma dose
de otimismo. O livro Otimistas Incorrigíveis harmoniza vários escritores em volta de um mesmo tema, que é a esperança. De diferentes vertentes, cada escritor dá provas desse otimismo, impregnado ao eu de cada brasileiro. Embora os textos sejam de tipologias diferentes e enfoquem óticas diversas, é interessante notar que, não obstante hajam problemas de toda sorte neste país, e a máquina administrativa governamental esteja rota, a esperança dá às caras: uns brasileiros fazem trabalhos de formiguinhas para melhorar o espaço ao seu redor, e outros vão às ruas pedir moralidade. Isso é ser otimistas incorrigíveis, com muito orgulho e com muito amor!

Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:

Livraria AMAZON


Favor curtir e compartilhar!

Resenha do livro A FILHA DA MINHA MULHER, de Maria Montillarez

O novo romance de Maria Montillarez, A filha da minha mulher, ICEIB 2017, é sem dúvida uma agradável leitura, além de intrigante e muito bem estruturada. Nos prende desde as primeiras linhas e conduz o leitor aos mistérios da mente sórdida dos seres humanos, que com seus atos pecaminosos provocam dor, desesperança, angústias entre tantos outros sentimentos comuns em todos nós.
O romance conta os caminhos e descaminhos na vida de três personagens principais: o
marido Noel César, sua esposa Marisa e a filha desta, Rafaela. A montagem do romance é bem organizado, com diálogos bem definidos e autoexplicativos.
Maria Montillarez faz com que a leitura seja prazerosa e leve, nos prendendo a cada página lida, já ansiosos para chegarmos na seguinte. O relato do casamento entre Noel e Marisa nos remete a um relacionamento perfeito, mas toma contorno não muito comuns, quando ela se dedica, quase que integralmente à sua carreira profissional, de maneira compulsiva e viciante, inclusive, deixando de acompanhar o crescimento da filha, Rafaela, logo após a morte do pai biológico, delegando tal tarefa a Noel César, que cuida da enteada como se fosse sua própria filha.
Com a misteriosa morte de Marisa, Noel e a se afastam, quando ela vai se exilar na Europa, voltando a se reencontrarem muitos anos depois. Eles vivenciaram ao longo dos anos momentos distintos, um chorando a morte da esposa e outro por privar-se de um amor não correspondido.
Com pitadas dignas de um belíssimo romance policial, com o final surpreendente e jamais imaginado pelo leitor, Maria Montillarez nos brinda com uma mensagem espetacular, onde o amor verdadeiro sempre merece vencer.

Parabéns!

Lindoberto Ribeiro
Escritor.

Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:

Livraria AMAZON


Favor curtir e compartilhar!

COMO EDITAR O SEU LIVRO – A ARTE DE ESCREVER, de Maria Montillarez

 COMO EDITAR SEU LIVRO — A ARTE DE ESCREVER, de Maria Montillarez

Descrição do livro: Quando se pensa em escrever um livro, é importante considerar também o
que não se deve escrever nesse livro.
Por essa razão, Maria Montillarez fez um apanhado de valiosas indicações de COMO EDITAR SEU LIVRO — A ARTE DE ESCREVER, especialmente recomendadas para quem desconheça as normas básicas de edição, escrita e produção de um livro, nos formatos mais usados atualmente: impresso, sob demanda e E-book (este em diversos formatos, como PDF, E-pub etc.), além de sugerir meios de distribuição. Esse livro não é um guia, é um compilado de instruções de quem viveu e vive o processo em seus próprios trabalhos; nele, o novo escritor é direcionado a começar a organizar seus textos e editá-los com mais segurança e profissionalismo.



 Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:


Favor curtir e compartilhar!

Feira do Livro em Lisboa 2018

Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:


E nas demais livrarias.


Favor curtir e compartilhar!

Exposição Bibliográfica de Obras da Literatura Infantil

Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:


E nas demais livrarias.


Favor curtir e compartilhar!

Construção e Difusão da Memória e Identidade Cultural dos Estudantes de Altas Habilidades/Superdotação do Distrito Federal.

Integrantes do Instituto ICEIB/Academia Samambaiense de Letras tem trabalhado ativamente para a promoção da nossa cultura. 


Acesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:

Livraria AMAZON


Livraria CULTURA

Favor curtir e compartilhar!

Posse da nova diretoria executiva da Academia Samambaiense de Letras - ASLAS

http://www.aslas.org/

6 de abr de 2018

Guardião da botija de ouro


Trecho do livro Histórias do além, de Rogério Corrêa:

Guardião da botija de ouro

No interior do município de São Borja ― RS, Gerson narrou que um tio avô, descendente de alemães, adquiriu há muito tempo uma fazenda antiga e se mudou para ela.
Tinha uma casa grande de assoalho de madeira, casa de queijo, paiol, chiqueiro, curral, barracão, mangueira e uma casa de tijolo de adobe[1] já bastante desgastada pelo tempo.
Um primo dele, depois de trabalhar muito na parte da manhã, foi almoçar. Tirou o arreio do cavalo e o soltou no barracão para se alimentar e tomar água. Por estar bem quente, depois de almoçar resolveu tirar uma soneca debaixo de uma árvore que fica do lado da casa de adobe.
Jogou um poncho no chão e tirou uma soneca. Ao  acordar, viu um índio com uma faca na mão em cima do esteio da casa, e, de imediato saltou na direção dele. A única reação que teve foi dar um grito bem alto. Num piscar de olhos o índio desapareceu. O pai, mãe e irmãos dele foram ver o porquê dos gritos. Ele contou o que aconteceu e eles falaram que era coisa da cabeça dele.
No outro ano resolveram fazer um galinheiro, aproveitando um dos cantos daquela casa de adobe. Ao furarem do lado do esteio para colocarem uma estaca acertaram uma pequena botija. Ao desenterrarem, perceberam que tinha ouro dentro.  Gerson assegura que não tinha muito ouro, mais deu um bom dinheiro.
Com a descoberta da botija de ouro, seu primo começou a pensar naquela visão tida no ano anterior  e que o deixara apavorado. Talvez fosse, na verdade, o guardião da botija. Concluiu isso por já ter ouvido falar que em alguns casos o dono da botija, ou alguém que perdeu a vida por causa dela, se torna guardião.


cesse um dos links abaixo e conheça algumas de nossas obras:

Livraria AMAZON


Favor curtir e compartilhar!




[1] Tijolo de adobe: são tijolos feitos de barro, água e esterco de gado.


Solenidade de posse da nova Diretoria Executiva da ASLAS


http://www.aslas.org/